Gastrostomia Endoscópica: Quando o procedimento é necessário?

Gastrostomia Endoscópica Percutânea (PEG)

A técnica cirúrgica, conhecida como Gastrostomia Endoscópica Percutânea (ou PEG) é utilizada para tratar pacientes que possuem dificuldades para engolir, afetando sua nutrição de forma convencional, por causa de infecções respiratórias frequentes, ou até mesmo devido ao câncer de faringe e esôfago, por exemplo.

O procedimento é realizado de forma cirúrgica, com auxílio da endoscopia. Uma pequena abertura é criada na pele do abdome para o estômago, e nessa abertura é instalada uma sonda para auxiliar a alimentação do paciente. Todo o procedimento é feito sob anestesia local, e com o paciente sedado. A técnica permite uma rápida recuperação, e com poucas horas o paciente já é liberado para casa.

Sua eficácia é muito alta, e também com poucas horas após o procedimento, a alimentação já pode ser iniciada normalmente, de acordo com o perfil do paciente. Alguns, podem comer e beber normalmente, já outros casos, como por exemplo após um derrame, a nutrição deve ser líquida.

Além de auxiliar na nutrição do paciente, a Gastrostomia Endoscópica permite que outros fluidos e medicamentos utilizados no tratamento desse paciente, possam chegar diretamente no estômago, facilitando o tratamento.

Duração

As sondas inseridas podem durar de um ano até um ano e meio, mas o acompanhamento médico é fundamental, pois elas podem entupir ou sofrer alguma deteriorização. Nesse caso, um novo procedimento é realizado para trocá-la.

7 comentários em “Gastrostomia Endoscópica: Quando o procedimento é necessário?

  1. headlamp waterproof Responder

    Hello there, just became aware of your blog through Google, and found that it is truly informative.
    I am gonna watch out for brussels. I will appreciate if you continue this
    in future. Numerous people will be benefited from your writing.
    Cheers!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *